Postagens mais visitadas

terça-feira, 5 de setembro de 2017

TRAVESSIA SANTA BÁRBARA X CATAS ALTAS

O Caminho dos Diamantes passou a ter grande importância a partir de 1729, quando as pedras preciosas de Diamantina ganharam destaque nas economias brasileira e portuguesa. Além da história de seus municípios, da cultura latente e da gastronomia típica, o Caminho dos Diamantes destaca-se pela beleza natural.     

Atrativos que somam aventura, natureza, história e cultura dão o tom das viagens pelo Caminho dos Diamantes da Estrada Real.  O viajante percorre 395 km divididos em 18 planilhas na companhia da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço e de suas paisagens exuberantes. 



Nossa caminhada iniciou já na cidade de Santa Bárbara. Estávamos num Grupo de 13 pessoas. Todos muito animados para conhecer esta parte da Estrada Real, juntinho à Serra do Caraça.

Tratando-se de um trecho relativamente plano, o caminho entre Santa Bárbara e Catas Altas oferece muitas opções e curiosidades ao turista que deve sempre estar atento para não se perder, pois há muitos desvios.  






   A paisagem do percurso se revela muito bonita, sendo que, em alguns trechos, a vista da Serra do Caraça, ao fundo, é a beleza mais característica.













 Em determinado local passamos por dentro de uma fazenda, terminando o percurso debaixo de um túnel da linha férrea, e que, logo depois, deverá ser continuado seguindo os trilhos.  








 No marco 505 é obrigatória uma parada para apreciar o Bicame de Pedra, que é um aqueduto construído pelos escravos em 1792, de 4 metros de altura, onde suas pedras foram postas sob pressão, sem qualquer tipo de concreto, sobre o qual corria água para abastecer as antigas fazendas da região.   

















 Nossa caminhada seguiu pela estrada Real e os mais belo cenários se revelavam a cada km.














O trecho chega ao fim na cidade de Catas Altas, que foi fundada em 1703, a partir da vinda de bandeirantes em busca do ouro e pedras preciosas. Com o esgotamento das minas a cidade viu a sua economia entrar em decadência, até o naturalista Sainte Hilaire sugerir a substituição da exploração do ouro por ferro, que é abundante na região, reerguendo o status local. A cidade abriga um dos mais harmoniosos conjuntos arquitetura colonial mineira, integrado por igrejas e casarões complementados, ao fundo, pela magnífica Serra do Caraça. Catas Altas oferece infra-estrutura turística.










RESENHA PÓS TRILHA COM MUITA CONVERSA, RISOS E PAPOS EM DIA.







 NA TRILHA CERTA MAIS UMA VEZ JUNTO COM ECOPIX, NA COMPANHIA DE ROGER PIXIXO NO COMANDO.

 TURMA SEMPRE ANIMADA E AMANTES DA NATUREZA, SEMPRE PRONTAS A COMPARTILHAR EXPERIÊNCIAS E HISTÓRIAS QUE SÓ ENGRANDECE E NOS FAZ FIRMAR NOVAS AMIZADES E FUTURAS TRILHAS JUNTOS.



VALEU DEMAIS GALERA DO BEM.
 ESTEJAM SEMPRE PRONTAS PARA NOVAS AVENTURAS PELAS TRILHAS AFORA.

4 comentários: